Páginas

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Jovem Camp 2016.









O Jovem Camp aconteceu nos dias 16, 17 e 18 de Setembro, no sítio de Lucélia, próximo a cidade de Carnaúba dos Dantas-RN.

Um final de semana extraordinário, onde os participantes viveram momentos de louvor, oração, pregação e lazer.

domingo, 25 de setembro de 2016

Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus.




A cada semana o Grupo de Oração trabalha temas que preenche profundamente o coração das pessoas que participam de um encontro especial com Deus.

Na última sexta-feira (23), a pregação foi feita pelo jovem Júlio Dantas, que teve como tema: "A nossa vida dentro dos planos de Deus".

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Conheça a história de Nossa Senhora das Dores.

Resultado de imagem para nossa senhora das dores

Nossa Senhora, apontando-nos para uma Nova Vida, não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.

“Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar!”

Assim, a Igreja reza a Maria neste dia, pois celebramos sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucificação de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação , morte e sepultura de Jesus Cristo.

Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de CCristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

sábado, 10 de setembro de 2016

Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus.




O Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus, foi realizado ontem (09), na Igreja Matriz de São José, onde o nosso irmão Edevandreson partilhou o tema: "Sejamos dependentes da misericórdia de Deus".

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus.




No último sábado (03), foi realizado o Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus, que teve como tema: "Vinde a mim", partilhado por Germilis Dantas.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Conheça a história de Santa Beatriz, exemplo de obediência e assistência aos pobre.


Obediência, pobreza, assistência aos pobres, oração e recolhimento, foi o exemplo que Santa Beatriz da Silva e Meneses deixou.

Beatriz nasceu no Século XV em Ceuta, ao norte da África, cidade que nessa época se encontrava sob o domínio da coroa de Portugal. Nasceu portuguesa, portanto. Seu pai foi governador de Ceuta. Ainda pequena mudou-se para Portugal com sua família, que cultivou na menina uma profunda devoção a Nossa Senhora da Conceição. Aos vinte anos de idade foi enviada para a Espanha como dama de honra de D. Isabel, neta de D. João I, que tornou-se esposa do rei João II de Castela, onde começou seu calvário.

Beatriz era muito bonita, e a rainha, dominada por uma mistura de ciúme e inveja, fechou Beatriz em um caixão durante dias, a fim de que morresse asfixiada, mas uma invisível proteção da Virgem Maria a salvou.

Como gesto concreto de agradecimento Santa Beatriz aceitou sua vocação para a vida religiosa, e logo em seguida partiu a Toledo, onde se recolheu no mosteiro das Dominicanas (ramo feminino da Ordem de São Domingos de Gusmão), cujas religiosas viviam sob a regra cisterniense, onde viveu cerca de 30 anos.

Mas Deus a tinha predestinado para uma obra maior: fundar uma Ordem de estrita clausura numa vida contemplativa na oração, penitência e trabalho.

Santa Beatriz da Silva deixou o mosteiro dominicano e foi habitar numa nova sede que veio a ser o berço das monjas concepcionistas. Essa Ordem está caracterizada por três heranças espirituais de Santa Beatriz: o amor à Maria Imaculada, a Paixão de Jesus Cristo e a Santíssima Eucaristia.

Santa Beatriz faleceu a 09 de agosto de 1490 com 66 anos de idade. No momento de sua morte, seu rosto fora visto transfigurado por uma grande claridade e uma estrela resplandecente sobre sua cabeça até ela expirar.

Beatificada em 1926 pelo Papa Pio XI, sua canonização ocorreu no dia 03 de Outubro de 1976 por Paulo VI.

Santa Beatriz, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus.






No último sábado (27), foi realizado o Grupo de Oração, na Igreja Matriz de São José em Carnaúba dos Dantas-RN.

A pregação foi feita pelo casal Elita e Kleyton, que partilhou o tema: "Família: Um lindo projeto de Deus".

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Grupo de Oração Incendeia.






Na última sexta-feira (19), foi realizado o Grupo de Oração Incendeia, na Igreja Matriz de São José em Carnaúba dos Dantas-RN.

A pregação foi feita por Joelson Cézar, que partilhou o tema: "Alegria da minha juventude", mostrando que não podemos desistir dos nossos sonhos.

domingo, 14 de agosto de 2016

Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus.






O Grupo de Oração Frutos do Amor de Deus vem surpreendendo as pessoas, a cada pregação, um tema é desenvolvido, mostrando que através da oração podemos superar qualquer tribulação.

No último sábado (13), numa noite especial, que teve como tema: "Mais de Deus e menos de nós", Naiara Azevedo falou em sua pregação, que temos que colocar Deus em primeiro lugar nas nossas vidas.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Conheça a história de Santa Clara, patrona da televisão.


Destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos.

“Clara de nome, mais clara de vida e claríssima de virtudes!” Neste dia, celebramos a memória da jovem inteligente e bela que se tornou a ‘dama pobre’.

Santa Clara nasceu em Assis (Itália), no ano de 1193, e o interessante é que seu nome vem de uma inspiração dada a sua fervorosa mãe, a qual [inspiração] lhe revelou que a filha haveria de iluminar o mundo com sua santidade.

Pertencente a uma nobre família, destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos, por isso, ao deparar com a pobreza evangélica vivida por Francisco de Assis apaixonou-se por esse estilo de vida.

Em 1212, quando tinha apenas dezoito anos, a jovem abandonou o seu lar para seguir Jesus mais radicalmente. Para isso foi ao encontro de Francisco de Assis na Porciúncula e teve seus lindos cabelos cortados como sinal de entrega total ao Cristo pobre, casto e obediente. Ao se dirigir para a igreja de São Damião, Clara – juntamente com outras moças – deu início à Ordem, contemplativa e feminina, da Família Franciscana (Clarissas), da qual se tornou mãe e modelo, principalmente no longo tempo de enfermidade, período em que permaneceu em paz e totalmente resignada à vontade divina.

Nada podendo contra sua fé na Eucaristia, pôde ainda se levantar para expulsar – com o Santíssimo Sacramento – os mouros (homens violentos que desejavam invadir o Convento em Assis) e assistir, um ano antes de sua morte em 1253, a Celebração da Eucaristia, sem precisar sair de seu leito. Por essa razão é que a santa de hoje é aclamada como a “Patrona da Televisão”.

Santa Clara, rogai por nós!